Buscar
  • Pensar a Dois

Um mundo à beira da loucura




Dizem que o mundo está em transição. Que estamos passando por uma fase transitória onde necessitamos de muita conectividade conosco. É como se estivéssemos saindo do casulo, de uma forma um pouco “deformada”, com a necessidade de reaprender a viver, sem alguns apegos, transformando-se e superando os obstáculos, para então assim podermos voar.


Voar para onde? Quem somos nós?


Seres perdidos, procurando a integridade perdida? No espaço? Ou dentro de nós?


Parece ser uma fase “escura” com tantas tragédias, doenças, crueldades, vícios e quantas mais coisas ruins podemos citar... depressão, ansiedade, doenças psíquicas...


As oportunidades de sairmos do casulo transformados estão sendo dadas, mas, muitas vezes, somos incapazes de perceber como tal. Não temos tempo para perceber ou não queremos perceber. Ou não temos integridade psíquica para perceber e sentir. Estamos mais preocupados em culpar o mundo e os outros pelas nossas derrotas, pelas nossas tristezas, pelas nossas angustias, pelas nossas doenças...


Ouvi recentemente, em um debate espírita, que a maior marca dessa transição, desse momento de transformação do mundo, seria a loucura. Que as pessoas seriam riscadas do mundo dos vivos, mesmo antes de morrer, tamanha seria a incapacitação psíquica de lidar consigo mesmo, com os desafios oportunos e com as transformações decorrentes.


Se pararmos para refletir sobre os dias atuais, onde estamos sendo tomados pelas doenças da alma, ou seria da psique, onde existe uma estimativa de que a depressão seja a doença mais incapacitante até 2020, não é que faz sentido mesmo essa marca “loucura”?


Recentemente escrevi um texto sobre os sentimentos que podem nos matar aos poucos. Os sentimentos nocivos à nossa alma (http://bit.ly/sentimentosxdoresdaalma). Incrível como esse texto está alinhado ao que ouvi no debate citado acima. Mesmo para os que não acreditam na doutrina espírita, há de dar-se um crédito para o que foi dito e o que está acontecendo. Ou não. Pode ser coincidência, não é?

O que seria um suicídio a cada 40 segundos em todo o mundo? Um milhão de suicídios em todo o planeta por ano?


O Brasil tem 1 caso de suicídio a cada 46 minutos. É a quarta causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. A taxa de mortalidade por suicídio no Brasil cresceu 2,3% em 1 ano, de 2015 para 2016. São dados do Ministério da Saúde publicado no G1 canal de notícias, em 20/09/2018.


Então, o que seria a depressão? Por que mais de 320 milhões de pessoas no mundo estão com depressão? O que está acontecendo conosco? Por que não estamos conseguindo lidar com essa transição e transformação?


O que precisamos fazer para resgatar a nossa integridade psíquica? Por que estamos “enlouquecendo”?

Coincidência ou não, o fato é que todos iremos sair do casulo, alguns “quebrados”, com possibilidades ou oportunidades de se reestabelecerem para o voo, e outros sairão inteiros, prontos para voar. Para os que não souberem aproveitar as oportunidades de reestabelecimento, infelizmente ficarão presos sem saber o que seria voar.


Coisas simples podem ser feitas para resgatarmos a nossa integridade psíquica, nos abstendo da “loucura” que nos rodeia o tempo todo. Sabe o momento de fazer as refeições? Do banho? Do trajeto até o trabalho?

Podemos fazer diferente do que estamos fazendo? Se alimentar com calma. Tomar um banho sabendo que está tomando banho, parece bobo, não? Mas quantos de vocês tomam banho e apreciam aquele momento? E a locomoção até o trabalho, como fazem? Posso adivinhar? Correndo, certamente.


O que fazemos, o como fazemos, refletem a nossa forma de vida, o nosso EU. Se não nos percebemos, se não percebemos o outro, se não percebemos o mundo, estamos realmente incapacitados psiquicamente. Estamos beirando a loucura.


Olhar para dentro e entender o porque das coisas primeiramente conosco, é um ponto de partida para acompanhar essa transformação. Tudo acontece de dentro para fora. Entendendo a si mesmo, entenderemos o mundo e sua transformação. Ou melhor, a nossa transformação. Somos o todo.


Cuidem de vocês! Cuidem-se internamente. Acesse a sua autonomia interior. Não se abandone! Resista e cuide da sua integridade psíquica antes que seja tarde demais!


Medite, pule, brinque, cante, dance, converse, corra, sorria....pratique o bem com você mesmo!


Priscylla Spencer

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo