Buscar
  • Pensar a Dois

Somos todos humanos, mas somos todos diferentes

Priscylla Spencer e Denis Zanini comentam sobre desigualdades sociais, preconceito e racismo


Quando se aproxima o Dia da Consciência Negra é comum vermos nas redes sociais trecho de uma entrevista que o ator Morgan Freeman concedeu ao program 60 Minutes em que ele fala, entre outras coisas, que para acabar com o racismo basta não falar nele e que devemos tratar todas as pessoas como humanos, e não distingui-las por sua raça ou cor.


Muita gente propõe a criação do Dia da Consciência Humana. Em nossa opinião, trata-se de uma ideia interessante, mas isso não invalida e não tira a importância do Dia da Consciência Negra. Afinal, todo povo tem sua história, sua luta, seu legado, e esses devem ser lembrados e comemorados.


No podcast também abordamos novas formas sutis de racismo, como acusar de vitimismo pessoas que sofrem rotineiramente atos de preconceito.


Ouça o podcast e depois nos diga o que achou



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo