Buscar
  • Pensar a Dois

As “falas” sem respostas


Em tempos de mensagens virtuais, as falas se calam. Redes sociais, Messenger, e-mails, WhatsApp entre outras formas de envio de mensagens, para que perder tempo falando?


Pior, com a pressa a qual vivemos, correndo atrás de sei lá o que, nem as mensagens são respondidas. Muitas delas ficam no vácuo, sem respostas. Sem ao menos um: “Oi, não posso retornar agora, poderia aguardar? ”


Para que perder tempo com respostas?


A falta das respostas é justificada facilmente pela falta de tempo. Ou até esquecimento, muitas vezes. O fato é que estamos sempre na expectativa das respostas que não chegam. As gentilezas dos retornos não existem mais. Deixar o outro sem resposta parece ser algo bom de se fazer. Especialmente quando não temos interesse no que é escrito pelo outro, ofertado e etc.


São tantos os e-mails recebidos, muitos de fato são impossíveis de se ver e retornar, pois são tantas ofertas diárias que precisamos ter um certo crivo na hora de parar para responder.


Agora, vamos combinar que uma reposta, seja ela positiva ou negativa, é de grande importância no nosso dia a dia, tão corrido e cheio de expectativas.


Vamos pensar: é uma pendência a menos. Se é um serviço ofertado, porque o outro não responde com um sim ou não. Geralmente quando as repostas são negativas as pessoas não retornam! Errado! Isso cria uma expectativa no outro, que fica no vazio de uma espera. Preso a uma reposta que não chega.


O NÃO é uma resposta. Para o destinatário é importante recebê-la. Assim ele terá a certeza de que não deu certo e logo sairá da espera para buscar novas tentativas. Isso para e-mails e mensagens, ou ligações referentes ao trabalho. E quando é alguma mensagem pessoal? Um convite por exemplo, sem resposta!


Um exemplo simples, quando queremos organizar uma festa, temos todo um planejamento para realizar, especialmente o custo, geralmente com base no número de pessoas que irão participar. Então, é importante a confirmação da presença quando o anfitrião pede. Gente, custa responder se poderá comparecer ou não?


Por que temos medo de dizer não?


É melhor do que gerar uma expectativa no outro. Não acham?


Vamos fazer um exercício?


Se coloque do outro lado, ao enviar uma mensagem ou convite, ou uma pergunta, e ficar sem respostas! É legal? Se sente respeitado pelo outro? Ou sente uma falta de respeito e consideração com você?


Como diz a autora do livro Marketing de Gentileza – Manual da Gentileza Virtual, Laíze Damasceno, Gentileza gera gentileza. Quando temos a gentileza de responder ao outro, seja por mensagem, e-mail ou ligação, estamos gerando uma gentileza que pode ser retornada para nós.


Então pense: Se não quer ficar na expectativa de uma reposta que nunca chega, passe a responder aos outros também. Não tenha medo de dizer “não” quando a resposta for negativa. Tenha em mente que esse “não” pode abrir muitas portas para o outro. E para você também. Diga o “não” com gentileza.


Não use a desculpa de que não tem tempo. Uma resposta não fornecida pode custar muito mais tempo para quem a espera, bem como para você que não responde. Pense nisso!


E para vocês que estão sempre nas mídias, como pessoas inspiradoras para muitos, que ganham seu pão de cada dia devido aos seus seguidores, pense que a falta de respostas a esses seguidores, também poderá tirar o seu pão de cada dia. Então, seja gentil, responda aqueles que admiram o seu trabalho. Que os têm como exemplo e inspiração.


Fica a dica!


Priscylla Spencêr

105 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo